Tranquilidade foi a palavra de ordem do primeiro dia oficial do Carnaval 2016 em todos os circuitos da folia em Salvador, segundo a gestão municipal. Das 6h de da quarta-feira, 03 de fevereiro, até às 6h da manhã dessa quinta-feira (04), o Setor de Estatística da Guarda Municipal (Seest) registrou 34 atendimentos e três ocorrências. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) realizou 63 atendimentos, sendo 57 clínicos, três cirúrgicos e três ortopédicos. As principais causas de atendimento foram por intoxicação alcoólica; cefaleia; aferição de pressão e dor abdominal, e a faixa etária predominante foi de 20 a 29 anos. Apenas três pacientes necessitaram de remoção para unidades hospitalares para realização de exames complementares e avaliação com especialistas.

Foto: Ag Haack/Agecom

Foto: Ag Haack/Agecom

Os números de balanço foram apresentados pelos secretários e dirigentes de órgãos públicos envolvidos com a festa em reunião que aconteceu no Palácio Thomé de Souza, comandada pelo prefeito ACM Neto. “Fico feliz que foi um primeiro dia tranquilo e com muita paz, com poucas ocorrências. Acredito que isso se deve também ao fato de termos oficializado a quarta-feira como abertura do Carnaval e disponibilizado toda a infraestrutura necessária da Prefeitura nesse dia, e não apenas na quinta-feira de folia”, argumentou o prefeito à imprensa.

Mobilidade e trânsito – No quesito mobilidade, mais de 1,3 milhão de pessoas utilizaram o transporte público. O Elevador Lacerda, que opera gratuitamente no Carnaval, foi utilizado por 9.045 cidadãos. Outras 3.360 pessoas preferiram pegar um dos 840 táxis que operaram nos circuitos. Para a Secretaria de Mobilidade (Semob), toda a operação ocorreu tranquilamente.

A Transalvador aplicou 41 notificações e removeu dez veículos ao pátio da autarquia. Para liberação do veículo, o proprietário deve comparecer ao pátio da GTran, localizado no Vale dos Barris, munido de documento oficial de identificação (com foto) e o documento do veículo (atualizado). Além disso, ele deve pagar a taxa do reboque (R$ 309,17) e a permanência no pátio (R$ 49,48 por dia).

Prefeito e governador entregam Chaves para Rei MomoFoto: Ag Haack

Prefeito e governador entregam Chaves para Rei MomoFoto: Ag Haack

Fiscalização – A Secretaria de Ordem Pública (Semop) apreendeu 1.679 itens irregulares, a exemplo de pranchas de mão e de supermercado e espetinhos de churrasco, além de 25 litros de bebidas acondicionadas em recipientes de vidro e 120 de “príncipe maluco”. Durante a operação, também foram apreendidas 1.490 unidades de bebidas em lata, bancos, lonas, caixas e cadeiras plásticas, engradados vazios, isopores, um fogão e outros utensílios domésticos. Os produtos e materiais irregulares se encontram no Setor de Guarda de Bens Apreendidos (Avenida San Martin), podendo ser retirados por seus proprietários após pagamento das multas correspondentes.

A Secretaria de Urbanismo (Sucom), por sua vez, realizou seis autos de infração, uma interdição, um monitoramento sonoro de trio elétrico e 80 notificações. Foram apreendidos quatro blimps da Itaipava que estavam sendo exibidos dentro do bloco Xupisko, que desfilou no Circuito Dodô. Os responsáveis pelo bloco, bem como a cervejaria, foram multados por exibirem publicidade sem autorização da Secretaria. A multa para esse tipo de infração é de R$ 4.849,74 por blimp e o material apreendido só será devolvido depois do Carnaval.

Salvamar e limpeza –  Durante todo o dia de ontem (3), a Coordenadoria de Salvamento Marítimo (Salvamar) registrou 18 ocorrências envolvendo banhistas nas praias entre o trecho que compreende o Jardim de Alah e Praia de Ipitanga e no Circuito Dodô (Barra/Ondina). Foram oito ocorrências de pré-afogamentos nas praias que compreendem o circuito e dez entre o Jardim de Alah e Ipitanga. Já a Limpurb recolheu 84,5 toneladas de lixo nos circuitos da folia.

Comentários

Comentários