Itacaré, na Costa do Cacau, foi o destino escolhido por milhares de turistas no feriado prolongado de Finados. O Surf Eco Festival lotou a cidade, principalmente no fim de semana, com os shows de grandes atrações da música nacional, como Seu Jorge, Cidade Negra, Ponto de Equilíbrio, Legião Urbana, Baiana System, entre outras.

Foto: Daniel Smorigo/ Divulgação
Foto: Daniel Smorigo/ Divulgação
O jovem norte-americano Kanoa Igarashi, 18 anos, acabou com a hegemonia de títulos brasileiros no campeonato mais tradicional do Circuito Mundial na América do Sul, vencendo a oitava edição do Surf Eco Festival. O evento distribuiu US$ 150 mil em prêmios e teve recorde de participação, com 144 surfistas de 24 países se apresentando nas ondas da Praia da Tiririca. A etapa valeu 6.000 pontos para o ranking mundial do WSL Qualifying Series.
Foto: Daniel Smorigo/ Divulgação
Foto: Daniel Smorigo/ Divulgação
“Não estou nem conseguindo descrever o sentimento que estou agora, só sei que está sendo tudo muito incrível pra mim”, foram as primeiras palavras de Kanoa Igarashi quando chegou ao pódio do Surf Eco Festival. “É a maior vitória da minha vida e o melhor ano da minha vida”.
Foto: Daniel Smorigo/ Divulgação
Foto: Daniel Smorigo/ Divulgação
O australiano Connor O´Leary, 22, ficou em segundo lugar. Já o paulista David do Carmo, 31, parou nas semifinais e ficou empatado em terceiro lugar com outro australiano, Ryan Callinan, 23. Todos agora partem para a última parada antes do encerramento da temporada na Triplice Coroa Havaiana, o QS 10000 Oi HD São Paulo Open of Surfing, na Praia de Maresias, em São Sebastião.
Foto: Daniel Smorigo/ Divulgação
Foto: Daniel Smorigo/ Divulgação

O Surf Eco Festival foi realizado pela Dendê Produções com patrocínio do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo (Setur) e da Superintendência de Fomento ao Turismo (Bahiatursa), da marca Mahalo, Prefeitura Municipal de Itacaré, Pousada Ecoporan, TV Santa Cruz e Skol.

Tradição

Em 2015, pela primeira vez, o Surf Eco Festival foi vencido por um surfista de outro país. Até o ano passado, só tinha dado Brasil no alto do pódio, começando com Adriano de Souza ganhando a primeira edição em 2008, na Praia do Forte, em Mata de São João, no Litoral Norte da Bahia.

 

Depois, o evento mudou para Salvador e três surfistas festejaram seus primeiros títulos no Circuito Mundial, o cearense Marcio Farney em 2009, o baiano Bino Lopes em 2011 e o capixaba Krystian Kymerson em 2012. Em 2013, nova mudança para Itacaré e o pernambucano Halley Batista conquistou o primeiro título na Praia da Tiririca, com o paulista Alex Ribeiro sendo o campeão no ano passado.

Comentários

Comentários