O projeto “Soloteropolitanos” encerra temporada em Salvador, com o espetáculo “Eterno Retorno – ERê”, neste sábado e domingo, 19 e 20 de maio, às 19h, no Teatro Gregório de Mattos.

Os ingressos poderão ser adquiridos no local, no dia da apresentação, a partir das 17h, por R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada).

O espetáculo integra juntamente com as encenações “Seu Bomfim”, “Joelma” e “Sebastião”, o projeto de repertório do grupo baiano “Território Sirius Teatro”, que já circulou pelas cidades de Brasília, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

O “Eterno Retorno – ERê” trata de temas urbanos e cosmológicos, apresentando uma dramaturgia de recortes, gerações de personas cênicas, estética contemporânea, ao tratar da criação e evolução do universo e da vida, desde o Big Bang até os dias de hoje.

Todos os espetáculos são realizados pelo ator, autor e diretor Fabio Vidal que, há mais de 18 anos, junto ao “Território Sirius Teatro”, promove a criação e circulação de produções teatrais autorais, mobilizados pela pesquisa estética e temática de assuntos e modos variados na cena, resultantes de processos criativos que agregam experimentação, teatro físico, emoção, humor e veiculação política, derivando acontecimentos cênicos múltiplos, de alta qualidade artística e técnica fundamentados no ator-performer. O projeto é uma produção da Multi Planejamento Cultural. O “Território Sirius” já realizou mais de mil apresentações do seu repertório em quase todos os estados brasileiros, além de países da Europa e América Latina.

“Me sinto muito privilegiado por poder completar a maioridade do Território Sirius Teatro. Por efetivar essa proposta de repertório e com ela ter percorrido inúmeros espaços pelo Brasil e pelo mundo. Me sinto muito realizado por ser um emissário da arte, podendo estabelecer encontros com vários públicos diferentes levando os assuntos e temas  presentes nos espetáculos”, afirma Fábio Vidal.

“Eterno Retorno – ERê”

O espetáculo trata da história da criação do universo, da vida e do humano: seu processo de ciclos, de evoluções. Inicia antes do Big Bang (15 bilhões de anos atrás) e se desenvolve até os dias atuais.

O artista evoca ao palco um ERê, personagem que assume os papéis de mensageiro, palhaço, bufão e divindade. Ele vivencia todas as contradições da existência humana sob diferentes aspectos – a morte e a vida; a infância e a velhice; o trágico e o cômico.

“Eterno Retorno – ERê” se desenvolve a partir da união de três matrizes: 1- Teorias científicas evolucionárias e cosmológicas; 2- Doutrina do Eterno Retorno de Nietzsche; 3- E da persona do ERê. A partir dessa conjunção, a encenação narra e questiona o processo evolucionário, abordando, com humor, questões múltiplas como memória, vida, consumo, tempo, caos, verdade, liberdade, saúde, padronização, violência e ecologia através de metáforas corporais e poesias cênicas.

O espetáculo, já foi apresentado em diferentes estados brasileiros, além de integrar a programação de importantes festivais. A autoria, direção e atuação é de Fábio Vidal.

*Foto: André Mardock

Serviço

Projeto “Soloteropolitanos”

Período: Até 20 de maio

 “Eterno Retorno – ERê”: 19 e 20 de maio

Horário: 19h                   

Local: Teatro Gregório de Mattos (Praça Castro Alves, s/n)

Ingressos: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada) *

Informações: (71) 3202-7888

www.territoriosirius.com.br
terrritoriosirius@gmail.com

Classificação indicativa: 14 anos

Comentários

Comentários