Valsas dialogam com o choro, samba, com as modinhas do início do século 20, bem como com as tendências contemporâneas da MPB.

Resgatar, por meio de composições inéditas, todo o caminho percorrido no abrasileiramento da valsa. Esse é o principal objetivo do projeto “Valsas Morenas”, de autoria dos compositores Márcio Valverde e Nélio Rosa, interpretado pela cantora santo-amarense Lívia Milena.

O projeto é fruto de 25 anos de pesquisa e estudo do gênero pelos compositores Márcio Valverde e Nélio Rosa.

Doze canções fazem parte do CD, o segundo de carreira de Lívia Milena, que ora se aproximam da matriz ternária da valsa, ora das matrizes afro-brasileiras, explicitando a heterogeneidade e a riqueza da canção popular.

Destaque para “Flor e Precipício”:
Quem se lembra do Donato
Bom passista e capoeira

Que no bico do sapato
Sambava lá na Ribeira
Acontece que o mulato
Não vai mais na gafieira
Porque Dora do Lobato
Que era sua companheira
Já tirou o seu retrato
De cima da cristaleira

Marque na agenda
Lívia Milena apresenta o álbum “Valsas Morenas” nesta sexta-feira (30/11), às 19h, no Bar de Nem, em Santo Amaro; dia 6/12, às 19h, no Seriguela Petiscaria (Ponto Central), em Feira de Santana; e no dia 7/12, às 20h, na Casa da Mãe, no Rio Vermelho, em Salvador – este último espaço já consagrado como ponto de encontro da boemia soteropolitana.
Outras canções de “Valsas Morenas” já disponíveis no Youtube:
Ela e sua valsa:
Outra valsa:

Dos amores:

Da saudade:

Três Marias:

Valsa dionisíaca: 

Atualizado às 16h55 do dia 28 de novembro para correção de informações.

Comentários

Comentários