Tradição

Tem peixe grande. O Campeonato Baiano da Segunda Divisão começa neste domingo, 16 de março, recheada de clubes tradicionais do futebol da Bahia. Ypiranga, Fluminense de Feira, Leônico e Colo-Colo, por exemplo, já levaram o título na elite da competição. Além deles, Atlético de Alagoinhas, Itabuna, Jacobina, Jequié, Ipitanga e Flamengo de Guanambi disputarão as duas vagas à primeira divisão de 2015. O torneio, que será disputado no sistema de pontos corridos, terá apenas nove jogos para cada time, com a última rodada prevista para o dia 11 de maio.

Interior

Longe de casa. Dois dos clubes mais tradicionais do futebol baiano, Ypiranga (maior campeão depois de Bahia e Vitória) e Leônico (campeão em 66) terão de jogar a segunda divisão longe de Salvador, devido a falta de estádio. Pituaçu serve atualmente ao Vitória, Galícia e Jacuipense, além disso, terá de ser entregue em breve a Fifa por conta da Copa do Mundo, pois será usado para treinos das seleções que jogarão na capital baiana. Sem muitas alternativas, o aurinegro mandará suas partidas em São Francisco do Conde. Já o leleco atuará em Terra Nova.

Decisão

Vale vaga. Neste domingo, Vitória da Conquista e Bahia se enfrentam, no sul do estado, pela penúltima rodada da segunda fase do Baianão. O time da casa precisa vencer o tricolor para garantir vaga às semifinais sem depender do resultado do clássico contra o Serrano, dia 23 – o Galícia ainda tem chance de classificação. Já o time do técnico Marquinhos Santos, em situação mais confortável, necessita apenas de um empate a fim de alcançar o mesmo objetivo. Vale lembrar que o jogo derradeiro é o Ba-Vi do próximo fim de semana, na Arena Fonte Nova.

Liderança

Vale a vantagem. Já classificado às semifinais, o Vitória recebe o Juazeirense neste sábado (15), às 16h, no estádio de Pituaçu. Em caso de triunfo, o time do técnico Ney Franco confirmará o primeiro lugar do grupo com uma rodada de antecedência, e poderá jogar com a vantagem de dois resultados iguais (com o jogo decisivo em casa) na fase final da competição – o que não é pouco. Contudo, o leão terá de combinar isso tudo com a equipe de Juazeiro, que hoje ocupa a segunda colocação de sua chave e luta por uma vaga às semifinais.

Esperança

O sonho não acabou. Embora as chances sejam remotas, o Galícia segue vivo por uma das vagas às semifinais. Para chegar lá, o granadeiro azulino precisa vencer seus dois jogos restantes, contra Catuense (em casa) e Juazeirense (fora), além de torcer por dois tropeços do Vitória da Conquista, que enfrenta Bahia e Serrano. Independentemente do que aconteça, a turma do Parque Santiago já está de parabéns pela surpreendente campanha logo no retorno à elite do futebol baiano, quando classificou-se à segunda fase e ainda ganhou do Bahia, de virada, em plena Arena Fonte Nova.

Pimentinha

Quando é que o Maxi Biancucchi entrará em campo novamente?

Comentários

Comentários