Ela tem uma graça de pantera

No andar bem-comportado de menina.
No molejo em que vem sempre se espera
Que de repente ela lhe salte em cima

A mim me enerva o ardor com que ela vibra

E que a motiva desde de manhã.
-Como é que pode, digo-me com espanto…

[Castro Alves]

Foto e arte: Cadu Freitas/BnL

Foto e arte: Cadu Freitas/BnL

Comentários

Comentários