CAPÍTULO VII | Olá amigos (as) lembram-se do relato de uma sertaneja, TOMANDO POSSE DA VITÓRIA? Pois bem, esta posse está a cada dia em lotes maiores, definidos em todos os exames realizados, e os resultados aumentam mais e mais as chances da posse em totalidade. A posse de uma vitória por mais que seja longa, sofrida, ela acontece, sempre acontece para quem tem determinação, fé e paciência de esperar, mas um esperar ativo e não um esperar passivo.

Foto: Glauco Umbelino

Foto: Glauco Umbelino

Vivenciando esta árdua batalha, aprendi a ser muito mais forte e corajosa, aprendi a lutar por mim mesma, quero ser e serei vencedora, voltar a ter vida em dignidade, ativa dinâmica, sorrir com o sorriso extraído das minhas entranhas, do meu ser. Voltar a ser mulher, professora, aluna, ex. paciente, viver bem a magnitude da vida. É a fé e o meu querer verdadeiro que mim impulsiona a vida, vida em abundância.

Ao expor meu intimo, compartilho com vocês a seguir, minhas dificuldades. É bastante dolorido e difícil levar uma vida normal, manter-me firme quando necessito está quase sempre deitada, mesmo o meu corpo estando forte e revigorado há nele uma debilidade em consequência do estoma que por alguma razão e mesmo eu não fazendo esforço físico o intestino grosso se desloca quase que completamente para fora do meu abdômen causando incômodo e desconforto, dificulta o meu andar, abala minha postura, me machuco quando faço a higiene, chega a sangrar.

Quando necessito fazer a troca da bolsa, (2 em 2 dias)se passar de dois dias exala mau cheiro, pensem o que é para uma mulher sentir-se fedida é muito deprimente.

Voltando para a necessidade de trocar a bolsa; tiro-a com bastante cuidado no banho, é um verdadeiro processo, é um banho complicado, por vezes  choro e minhas lágrimas misturam-se com a água do chuveiro e peço a Deus perdão pela minha fraqueza.

Terminado o banho, pego todo o material que usarei na colocação da bolsa (um pó preparador da pele, pomada fixadora, tesoura, esparadrapo, toalhinha, papel higiênico ultra macio, pequeno filtro o qual fixo na bolsa para reter o mau cheiro e a bolsa) percebem a ciência? Vou para o meu quarto fecho a porta e deito-me na cama e pacientemente espero o intestino grosso relaxar e voltar para dentro do meu ventre ficando fora somente o acesso necessário para a produção da minha necessidade fisiológica que ocorre a qualquer hora a qualquer momento não há um controle, esperar o intestino voltar ao normal chega a durar duas horas ou mais, é desgastante, a tristeza se aproxima sorrateiramente e eu a expulso senão fico tensa ai a demora será maior, tem dias que este “processo” é rápido, fico contente e consigo colocar a bolsa sem mim machucar.

Ao resistir e persistir em ficar bem sinto que serei vencedora em totalidade, a posse é minha por mérito.

Chegou o momento das boas novas; Após o oitavo ciclo de quimioterapia em comprimidos (lembram não estou mais em tratamento com a químio liquida?) a médica oncologista solicitou novas tomografias, fiz-as em uma clinica particular porque o sistema do SUS demorou muito para autorizar a liberação para a realização dos exames. Como sempre, minha amiga Tânia ao ficar sabendo desta minha necessidade e o quanto é caríssimo pagar para fazer estes exames disponibilizou com toda a sua boa vontade seu cartão de crédito no qual eu parcelei o pagamento e fiz as tomografias. Percebem que mesmo em situações difíceis as “coisas” acontecem para mim de forma favorável? É a graça de Deus em minha vida.

42

Após uma semana, recebi os resultados dos exames (John foi pegar na clínica) eu e ele levamos-os para o médico proctologista responsável pelo meu tratamento (o médico já aguardava estes exames desde dezembro) estávamos ansiosos pelo parecer médico, John estava em total silêncio é assim que ele fica quando está em situação que envolve emoção dolorida, e no momento é a saúde da sua mãe que estar sendo avaliada.

O médico olhou as imagens tomográficas, leu o laudo e seguramente nos informou que o resultado estava satisfatório, que os nódulos que estavam em meus pulmões e fígado estão minúsculos que podem ser somente cicatrizes, e que em meu intestino não há mais implantes, então já tem condições de realizar a cirurgia tão aguardada. A cirurgia para remover qualquer vestígio do tumor e em sequência remover também a bolsa de colostomia e fechar meu abdômen. VITÓRIA! Deus não desiste de mim, voltarei a ser saudável, a um viver digno.

A cirurgia será realizada no dia 02/02/2015, seguindo a norma é necessário para o procedimento cirúrgico reservar três bolsas de sangue A- ou O- (sou A-) no banco de sangue.

Minhas noras, filhos e amigos divulgaram no FACEBOOK esta necessidade. Pensem na minha alegria, “choveu” doadores, amigos e pessoas que nem me conhece pessoalmente foi ao IHEBA doar o sangue que eu preciso, o meu coração está repleto de alegrias e agradecimentos.

A médica oncologista responsável também pelo meu tratamento carecia de avaliar as tomografias, então quarta-feira (28/01/2015) acordei cinco horas da manhã e fui com meu filho Carlos levar os exames para a oncologista avaliar. Ela avaliou e ficou satisfeita com os resultados e aprovou a cirurgia, marcou uma nova consulta no dia 05/02/2015 às 13h00minh e neste dia devo levar para ela o resultado da biopsia que será feito no ato da cirurgia e que irá detectar se ainda tenho ou não câncer.

Não estou com medo, sou filha do DEUS DA VITÓRIA.

“Não há vitória sem batalha, todos nós temos batalhas, batalhas em suas variadas faces, devemos enfrenta-las com coragem e convicção, os louros serão nossos, creiam, eu creio”.

Comentários

Comentários