Cadeiras
Já tem dança das cadeiras. O ano mal começou, mas algumas reformulações já têm sido feitas no Bahia. Nesta segunda-feira, 2 de janeiro, o clube informou a demissão do diretor de futebol Nei Pandolfo, que tinha contrato com o clube até o final de 2017. Sob a gestão de Pandolfo, que foi anunciado pelo Bahia no dia 29 de novembro de 2015, foram feitas 26 contratações para a temporada passada e uma para este ano: o lateral colombiano Pablo Armero. Com a saída de Pandolfo, o atual gerente, Diego Cerri, passará a responder pelo departamento de futebol profissional tricolor.

Fumaça
Onde há fumaça, há fogo. O meia argentino Leandro Pisculichi (foto), de 32 anos, que defendeu o River Plate nas últimas três temporadas, está cada vez mais perto do Vitória. O jogador chegou a receber propostas de clubes dos Estados Unidos, onde viajou de férias, mas recusou. Segundo o diretor de futebol do Vitória, Sinval Vieira, a negociação está bastante avançada. Os detalhes financeiros, inclusive, já teriam sido acertados entre as partes. O atleta chega em Buenos Aires nesta terça-feira (3), quando os contatos com o leão deverão ser retomados. Caso seja, de fato, contratado, Pisculichi pode ajudar a qualificar a meia cancha rubro-negra para a temporada, uma vez que a possibilidade de perder Marinho é concreta.

Timidez
Poucas caras novas. Assim foi a reapresentação do elenco do Bahia na manhã de hoje, no Fazendão. O colombiano Armero foi a principal novidade, uma vez que o meia Zé Rafael (ex-Londrina) e o atacante Gustavo (ex-Corinthians) ainda não puderam ser apresentados, o que deve ocorrer até o dia 5.  Vale lembrar que Tiago, Jackson, Juninho, Régis, Renato Cajá, Edigar e Hernane têm contrato em vigor. O volante Renê Júnior, por sua vez, deve ter seu contrato renovado muito em breve. O tricolor precisa se reforçar para as competições que estão por vir neste ano: Campeonato Baiano, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série A. Nos próximos dias, em fase de pré-temporada, o time disputa a Flórida Cup nos Estados Unidos.

Surpresa
Caiu o favorito no futebol feminino. Na última semana de dezembro, as meninas do Vitória seguraram um empate heroico diante do São Francisco, em São Francisco do Conde, e garantiram uma das vagas às finais do Campeonato Baiano. No primeiro jogo, em Salvador, as “leoas” haviam vencido por 2 a 1. Esta é a primeira vez em 14 anos que o time do Recôncavo fica de fora do momento principal da competição. Na final, as rubro-negras vão enfrentar o Juventude, de Vitória da Conquista, que eliminou o Lusaca nas semifinais. As finais serão realizadas nos 8 e 15 de janeiro, nos estádios Edvaldo Flores e Barradão, respectivamente.

Comandante
Novo técnico. O Galícia deve anunciar nesta terça-feira (3) o técnico que comandará o granadeiro azulino na temporada 2017. O time estreia no Campeonato Baiano no dia 29, diante do Flamengo de Guanambi, fora de casa. A situação política do clube segue conturbada. No início de dezembro, o empresário Manolo Muiños foi eleito presidente, por aclamação, em evento realizado no Clube Espanhol. Contudo, o ex-presidente Dario Rêgo briga na Justiça para voltar ao posto, depois de ter sido afastado pelo Conselho Deliberativo, cuja maioria de membros o acusou de não ter apresentado as contas do clube em tempo hábil. Rêgo, por sua vez, defende-se, ao afirmar que Muiños, seu ex-aliado, ficou em posse de documentos referentes às contas. Segue a disputa.

Pimentinha
O Bahia está satisfeito com o elenco que tem?

 

Comentários

Comentários