Pouco mais de 20 mil torcedores apaixonados do tricolor baiano confiaram que o Bahia devolveria no jogo de volta da final do Campeonato Baiano os 3 a 0 sofrido contra o Vitória da Conquista, na primeira partida da finalíssima do estadual, e foram ao estádio assistir o jogo. Como coroação pela fidelidade, foram presenteados com o dobro do placar pretendido. O time do bom técnico Sergio Soares mostrou superação, após a perda do título do Nordestão para o Ceará, no meio da semana, meteu 6 a 0 no Conquista e presenteou a ‘nação Tricolor’ baiana com o bicampeonato estadual, na tarde de domingo, 03 de maio, na Arena Fonte Nova. O Esquadrão de Aço acumula agora 46 títulos do Baianão.

Foto: Felipe Oliveira/ECBahia

Foto: Felipe Oliveira/ECBahia

Após 16 anos o Bahia, ou Bahêaaa, é bicampeão estadual e após 14, celebrou um título na Fonte Nova. O time contou com as estrelas de jogadores revelados na base e comprovou, mais uma vez, que é uma equipe de superação. Aos 22 do primeiro tempo, o clube já vencia por 3 a 0, resultado que já o sagrava campeão.

O tricolor protagonizou um bom feito neste primeiro semestre de 2015. Foram duas finais e um título. O Bahia completou 26 jogos oficiais, com 14 triunfos, sete empates, cinco derrotas, 51 gols marcados, 26 sofridos, saldo de 25 e aproveitamento de 62%. Dos gols marcados na temporada, o trio de ataque foi responsável por 28 deles. Kieza marcou 14, Maxi Biancucchi anotou nove, e Léo Gamalho, cinco.

Foto: Felipe Oliveira/ECBahia

Foto: Felipe Oliveira/ECBahia

A partida

A primeira etapa começou e o Esquadrão de Aço não deixou o adversário respirar. Logo aos nove minutos, Robson abriu o placar, marcando seu primeiro gol como profissional.

Aos 13, após cruzamento da esquerda, o goleiro adversário cortou para o meio da área e Bruno Paulista pegou o rebote marcando o segundo gol.

Aos 22, o Tricolor fez o placar que precisava para ser campeão. Maxi arrancou em um contra-ataque e tocou para Souza. O volante invadiu a área e tocou para Kieza, que bateu e fez o terceiro. A Nação foi ao delírio na Fonte.

Na segunda etapa, mesmo com o placar que já dava o título, o Esquadrão continuou pressionando o adversário e não demorou para ampliar o placar.

Foto: Felipe Oliveira/ECBahia

Foto: Felipe Oliveira/ECBahia

Zé Roberto invadiu a área, driblou o zagueiro adversário e foi derrubado. O árbitro marcou pênalti, que Souza bateu com perfeição e marcou o quarto.

Aos 26, Souza bateu escanteio, Maxi cabeceou e o jogador do Conquista cortou com a mão. Novamente pênalti, que Souza chutou com perfeição e fez o quinto gol.

Para fechar o caixão, Rômulo arrancou pelo meio, deu lindo passe para Kieza, que invadiu a área, deixou o goleiro adversário no chão e fez o sétimo gol no Campeonato Baiano.

Comentários

Comentários