Era pra ser só samba. Mas sabe como é né! A coisa foi tomando gosto e elas estão aprendendo a tocar vários ritmos… Assim é a saga de um grupo de percussão da terceira idade de Salvador, composto por cerca de 90 integrantes, com média de idade acima dos 65 anos.

“Elas ‘rodam o mundo’ viajando e comemorando aniversário umas das outras. Tinham os instrumentos, porém ninguém sabia tocar. Daí resolveram tomar aula de percussão. Reuniram cerca de 10 integrantes e começamos a praticar, foram tomando gosto e o grupo de percussão foi aumentando”, explica Marquinhos Santos, professor de percussão.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Hoje em dia, as senhoras batuqueiras já tocam forró, marchinhas, valsa, samba canção, afoxé entre outros. “Elas ficaram surpresas com elas mesmas”, revela o instrutor.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

As intrépidas percussionistas se reúnem toda terça-feira, para as aulas, na Sociedade Unificadora de Professores (SUP), avenida Carlos Gomes.  

Comentários

Comentários