“Preta, preta, pretinha”… A malemolência musical de Bruna Barreto deu o tom da homenagem aos Novos Baianos, durante uma noite memorável no evento Cena Sonora, ocorrido na sexta-feira, 11 de novembro, na Sala de Arte Cinema do Museu, em Salvador. A cantora, ganhadora do Prêmio Caymmi 2015, fez uma seleção com o melhor do saudoso grupo baiano, que tem como estrelas eternizadas Moraes Moreira, Baby do Brasil, Pepeu Gomes, Paulinho Boca de Cantor, Dadi e Luiz Galvão.

Bruna Barreto cantou "Eles", os Novos Baianos. | Foto: Bahia na Lupa

Bruna Barreto cantou “Eles”, os Novos Baianos. | Foto: Marçal/Bahia na Lupa

Os clássicos, na voz de Bruna, que foi acompanhada pelo violonista Caiam, foram ecoados pelo público que lotou a sala de cinema para esse show histórico e inédito na cena musical da soterópolis.

Equipe do Bahia na Lupa e Catado de Cultura com Bruna Barreto. | Foto: Bahia na Lupa

Equipe do Bahia na Lupa e Catado de Cultura com Bruna Barreto. | Foto: Marçal/Bahia na Lupa

“Cantar novos baianos é um prazer. Montar o repertório é que foi um desafio. Pois dá vontade de cantar tudo”, disse Bruna Barreto. A intérprete ficou conhecida nacionalmente ao participar do reality musical The Voice Brasil, da emissora Globo. 

Baby pelas Binha

A ciranda musical formada só por mulheres, Som das Binha, que toca músicas exclusivamente femininas, interpretou as canções de Baby do Brasil, com destaque para o disco Cósmica, de 1982.

cena-sonora-5

Equipe do Catado de Cultura e as meninas do Som das Binha. | Foto: Reinã Xavier/Bahia na Lupa

“O repertório executado por Baby nos Novos Baianos era curto, então ampliamos nossa pesquisa e pegamos músicas de trabalhos solo”, explicou a produtora do Som das Binha, Flora Rodriguez.

O Cena Sonora foi promovido pela produtora Tambor de Crioula, formada por jovens graduandos do curso de Eventos, da Unifacs. Mas, pela qualidade e profissionalismo do show, de longe parecia um evento de conclusão de curso. O público, atônito, não exitou em elogiar cada detalhe da festa.

Equipe do Tambor de Crioula Produções e a equipe do Catado de Cultura/Bahia na Lupa. | Foto: Bahia na Lupa

Equipe do Tambor de Crioula Produções e a equipe do Catado de Cultura/Bahia na Lupa. | Foto: Souza Fotografia

Desde o receptivo, com a participação do DJ Ian F. e performance de Aimée Limière, até os dois shows. A ambientação também contribuiu para relembrar “a nostalgia e essência psicodélica dos Novos Baianos e de Baby do Brasil”, como bem definiu a equipe.

Decoração do evento na Sala de Arte. | Foto: Bahia na Lupa

Decoração do evento na Sala de Arte. | Foto: Reinã Xavier/Bahia na Lupa

O Bahia na Lupa foi um dos parceiros e fez a cobertura especial do evento. Nosso diretor de Conteúdo, Cadu Freitas, foi o mestre de cerimônia da noite e a equipe do Catado de Cultura gravou um episódio especial para a segunda temporada do programa, que estreará dia 18 de novembro.

O diretor de Conteúdo do Bahia na Lupa, Cadu Freitas, foi mestre de cerimônia do evento. | Foto: Bahia na Lupa

O diretor de Conteúdo do Bahia na Lupa, Cadu Freitas, foi mestre de cerimônia do evento. | Foto: Reinã Xavier/Bahia na Lupa

O grupo Novos Baianos teve o auge de sua trajetória entre os anos de 1969 e 1979. Este ano, se reuniu novamente para reviver toda musicalidade tropical que marcou gerações.

Gravação do Catado de Cultura especial no Cena Sonora. Aguarde, episódio incrível na temporada 2 do programa. | Foto: Bahia na Lupa

Gravação do Catado de Cultura especial no Cena Sonora. Aguarde, episódio incrível na temporada 2 do programa. | Foto: Rafael Manga/Bahia na Lupa

Comentários

Comentários