Quinto mês de gestação e todos perguntam sobre tudo da minha vida. Além das consultas, além da saúde do bebê, além das dores, além das mil dicas de saúde e bem-estar, e consultas não solicitadas que recebo ao andar pela rua, a cada novo dia, sou bombardeada com questionamentos de todos os tipos. O que você está comendo? Você engordou muito? Acho que engordou muito. Engordou pouco. A barriga está pequenininha! Nossa, a sua barriga já está enorme! Tem certeza que não são dois? Faça a consulta com fulano, vá ao médico beltrano. Parto normal, não. Parto normal é desnecessário, você não vai aguentar. Oxe, cesariana? Por qual motivo, se você pode ter normal? Contrata uma doula? Está bem melhor fazer o parto humanizado hoje em dia, você tem que fazer esse. Leia psicossomática. A coisa pega é no puerpério, você não viu nada. Vai ver. Amamentar é importantíssimo, tem que dar até o bebê rejeitar. Não precisa amamentar tanto, até 6 meses no máximo, está ótimo.

O rosto está cheio de espinhas, tadinha. Passa isso, passa aquilo. Melhor ir a um dermatologista. Você já começou a preparar o seio pra amamentar? Vai rachar todo! É muito dolorido! Como está a sua vida sexual? Você transa normalmente? Está incomodando? Aumentou o fogo?  Você deve estar transando bastante. Tenha cuidado pra não machucar o bebê. Olha, fica tranquila que não machuca o bebê em nada, ele está superrrr protegido. Há posições mais confortáveis, você só não vai poder ficar de quatro. Ah, eu acho horrível transar até o final da gestação. Aliás, acho horrível sentir muita vontade de transar… estamos gerando uma vida e …OK, OK. STOP.

Ilustração: Reprodução

Ilustração: Reprodução

Eu poderia estar enlouquecendo com esse bombardeio ininterrupto de perguntas, comentários, sugestões, dicas, consultas, TODOS não solicitados! Mas ok. Eu compreendo! E, na maioria das vezes, posso dizer que tudo é bem útil, é informação necessária, é conhecimento e estou amando! MASSSSSSSSSSSSSSSSS, tudo tem um limite, gente. Mulheres grávidas continuam sendo “Mulheres”. E Mulheres fazem tudo. Comem, andam, respiram, vão ao salão, arrumam a casa, sentem preguiça, sentem vontade de dançar, e TRANSAM. Claro que sim! Transam normalmente! E, se querem saber, elas fazem de tudo! Assim como antes, talvez até melhor, igualzinho! Aff! Que saco! Que loucura é essa de querer se meter na vida sexual das grávidas? Ei, peraê, stop, vamos com calma… esse terreno não é público, não. Apesar de as questões sobre gravidez serem todas comuns às mulheres que já são mães, adentrar na intimidade alheia não é algo bonito, confortável, nem prazeroso. Então, por favor, só parem! Deixem as grávidas em paz! Ninguém quer saber o que você acha sobre se devemos ou não transar. Se podemos ou não. Existe um médico pra nos acompanhar e tirar todas as dúvidas sobre essas questões, ok. Você não precisa entrar na intimidade de ninguém. Se não é amigo (a) da gestante, não saia disparando seus achismos sobre o que ela pode ou não pode por aí. Ela pode não estar num dia bom e você sabe como é né… muito estrógeno… os hormônios estão numa loucura… Ela não responde pelo que faz…

Se querem dizer alguma coisa, falem como ela está linda, como este momento é mágico, como a sua vida vai mudar, que ela vai descobrir um amor profundo e bonito e coisas do tipo. A gestação já deixa a mulher cansada, inchada, estressada, com a autoestima lá em baixo, com mil neuras e questionamentos íntimos pra processar, então, colabore! Não seja um chato (a). Não a culpe se quiser comer uma caixa de chocolate ou não comer nada! Não a policie, não a julgue! Tudo que elas precisam é de PAZ! E isso inclui, TRANSAR! Deixem as pobres grávidas transarem em paz!

Comentários

Comentários