A Península de Itapagipe é modelo para as comunidades de Salvador no que se refere a mobilização social através da arte e da cultura. Pelo sétimo ano consecutivo os grupos culturais da região realizam a Mostra de Arte e Cultura de Itapagipe, com a temática Itapagipe Território de Cultura, entre os dias 7 a 15 de novembro, em diversos espaços de cultura dos bairros da Península. Música, teatro, dança, artes plásticas, capoeira, e artes integradas marcarão a programação, que é toda gratuita, deste ano.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Durante a semana os grupos e indivíduos que participarão da mostra irão conversar sobre estratégias de sustentabilidade de coletivos culturais, a importância da arte na conquista de direitos da comunidade, o comprometimento com as demandas dos bairros da Península de Itapagipe, além de prestigiarem as várias apresentações de artistas e grupos culturais de Itapagipe e outras regiões de Salvador.

“A realização anual da Mostra de Arte e Cultura potencializa as inúmeras expressões culturais que sempre existiu em Itapagipe, reafirmando nossa comunidade como um espaço de cultura”, comenta Raimundo Nascimento, membro da comissão organizadora.

Card 1

O evento, que teve sua primeira edição em 2009, é uma das ações do Projeto de Fortalecimento da Rede de Cultura de Itapagipe e é desenvolvido através do Colegiado de Cultura, pelo CAMA e pela Comissão de Articulação e Mobilização dos Moradores da Península de Itapagipe (CAMMPI), com apoio do Fundo de Cultura do Estado da Bahia, Secretaria da Fazenda e Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

O território da Península de Itapagipe é conhecido pelas suas matrizes culturais, a exemplo, da Lavagem do Bomfim, festa da Boa Viagem, Terno de Reis, Festa da Ribeira (Segunda Gorda da Ribeira) e do tradicional encontro do Jegue com a Jega de Calçola, uma forte manifestação cultural, que surgiu ainda na época das palafitas, no período do carnaval. Além do número crescente de artistas, músicos, pintores, artistas plásticos e capoeiristas, que traduzem em sua arte a história viva dos Alagados.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

Sábado (07/11)  

14h30min – Caminhada Performática dos Mares ao final de Linha do Uruguai. Apresentações:  Capoeira, Música, Dança

Local: Mares/Uruguai

18h – Núcleo de Prática Orquestral – NPO- SESI de Itapagipe.

Local: Espaço Cultural Alagados

 

Domingo (08/11)

11h às 16h –  Apresentação do Conjunto Musical: Amigos da Madragoa.

Dança de Salão

Local: Praça da Madragoa.

19h –  Projeção do Filme Mãe Coragem (Anderson Borges e Luck Santiago)

Local: Espaço Cultural Alagados

 

Segunda feira (09/11)

16h- Exposição de Artes Plásticas

Local: Rede Ferroviária Leste

 19h –  Roda de Diálogo: Itapagipe patrimônio Cultural e Industrial.

Expositora: Ceila Cardoso, professora e pesquisadora em Arquitetura e Urbanismo com foco em cultua, e Gilcinéia Barboda arquiteta, especialista em gestão pública e gestão social.

Exposição de Artes Plásticas

Local: Faculdade Estácio de Sá 

 

Terça feira (10/11)

15h – Mostra Infantil de Cinema

16h – Mostra Cena Negra Alagados

Diálogo com os diretores

18h30min Roda de Conversa Favela na Tela: Cobertura jornalística de atividades culturais de periferia

Valéria Lima (TVE) e Maíra Azevedo (Massa!)

 

Quarta-feira (11/11)

15h –Apresentações de dança e sarau infantil

17h30min Roda de Diálogo sobre Dança – Matias Santiago, Coordenador de Dança da FUNCEB

18h30min –  Apresentações dos grupos de dança da Península.

Local: Espaço Cultural Alagados

 

Quinta-feira (12/11)

16h – Apresentação infatil

17h30min Roda de Diálogo: “A Democratização do Fazer Teatral”. –  Fernando Guerreiro – Presidente da Fundação Gregorio de Matos e Rodrigo Figueredo   

18h30min – Apresentações Teatrais.

Local: Espaço Cultural Alagados

 

Sexta Feira (13/11)

18h –  Café Literário com a participação de escritores de Itapagipe:

Ana Rosa dos Santos –  Poetisa e  Presidente do GRUCON

Ceci Ramos – Escritora

Joselito Crispim –  Fundador do Bagunçaço e escritor

Aluisio Simões –  Escritor

Rita Amália Carreiro – Escritora

20h – Show musical com Microfone aberto

Local: ICBIE – Instituto Cultural Brasil, Italia, Europa.

 

Sábado (14/11)

14h – Roda de Diálogo Capoeira, Cultura e identidade / Homenagem aos Metres de Capoeira de Itapagipe

16h – Roda de Capoeira, Puxada de Rede e  Maculelê

Local: Faculdade Estácio de Sá

 

Domingo (15/11)

16h – Apresentações Musicais e Lançamento do CD Vozes de Itapagipe.

Apresentações de dança, teatro e capoeira

Exposições Artísticas.

Local: Ponta de Humaitá 

Comentários

Comentários