Cuidado com as mensagens diretas de áudio no WhatsApp. Certo dia, na sala de estar, uma tia gravava certa canção religiosa – ‘reno-va-me, Senho-or Jesus, já não que-ro ser-er igual’ -, para mandar no grupo dazamigas do trabalho, quando a filha adentrou ao recinto, revoltada com a nota que tirou na prova de Química.

Resultado…

– ‘‘Reno-va-me, Senho-or Jesus, já não [AQUELA DISGRAÇA DAQUELA PROFESSORA DO DIABO…] que-ro ser-er igual’… Ôooo Elaine, logo na hora do Renova-me.

Um amigo, todo serelepe, gravava um áudio de parabéns pra você, para enviar a uma amiga querida. De repente, o colega da mesa ao lado, estressado com a cantoria no início do expediente, esbraveja.

– Parabéns, pra vo-cê, nessa da-ta [ABAIXA O SOM DESSA DISGRAÇA, FILHO DA PUTA…] querida, muitas fe-licidades”… Poxa, mano, lenhou minha mensagem. O que a menina vai pensar.

Uma prima gravava uma mensagem toda afetuosa para a irmã, quando a filha mais nova se meteu na conversa…

– Marilda, ôoo Marilda, vamos fazer as pazes, é muito ruim ficarmos distantes. Estou até chorando [NÃO TÁ CHORANDO NADA, TIAAAA, KKKKK]… Meniiiina sua miséra, você tá no meu coração pra saber?!

Comentários

Comentários