Chovia forte quando o executivo chegou ao café do centro empresarial, para seu desjejum cotidiano.

– E essa chuva, dona Quequé, quando vai passar?

– Deixa ela, Peter. Deixa o tempo dela. Esqueceu que estamos na Primavera?!

– Mas ela está demorando de passar.

– Deixa ela, menino. Quer mandar na vontade Deus?

– Até queria, mas Ele não me escuta. Já dei umas duas ordens, mas não deram certo.

– Oxe?!?

– Forte é minha vó! Ela, Ele ouve. Também, 97 anos. A conversa é ao pé do ouvido.

– Ela tá lá, com Ele, ou aqui?

– Aqui!

– Aproveita e pede prela cochichar no ouvido Dele: “Fim da chuva pra Peter. Mega da Virada pra Quequé”!

Comentários

Comentários