Numa sexta-feira de Oxalá, a primeira do mês de março de 2018, o Museu Afro-Brasileiro-MAFRO será o palco do show Herança Africana, protagonizado pela voz singular e ancestral de Raquel Monteiro.

O show Herança Africana, celebra os 18 anos de carreira da cantora baiana e presta reverências ao valioso e inestimável patrimônio, que herdamos do continente africano.

No sopro dos bons ventos de Oyá, Raquel Monteiro transita na linha tênue, que nos une aos nossos ancestrais balantas, manjacos, umbundos, bakongos, macuas e yorubás, tudo o que somos e que nos define como legítimos herdeiros, da incomensurável herança africana.

O repertório navega por clássicos da música afro-brasileira e africana, como Monamgambé poema de António Jacinto musicado por Rui Mingas e celebra o canto poético e de resistência da diáspora africana, com Kaô de Gilberto Gil.
Raquel Monteiro culmina o show com a canção Canto Africano, vencedora em 2017, do 2° Prêmio Caymmi de Música, na categoria videoclip de melhor fotografia.

A direção musical fica por conta do maestro Ubiratan Marques, que nos oferta a sonoridade rica e multifacetada, da música Afro-brasileira.

Comentários

Comentários