Balanço
Valeu pela experiência. De volta da excursão aos Estados Unidos, onde participou da Flórida Cup, o Bahia tem esta semana para trabalhar o time antes da estreia no Campeonato Baiano, marcada para 29 de janeiro, diante do Jacobina, no estádio de Pituaçu. Empatar com o Wolfsburg (ALE) no tempo normal e perder pelo placar mínimo para o Estudiantes (ARG) não chega a ser vergonhoso, mas é claro que as atuações deixaram a desejar, o que já era esperado em se tratando do pouco tempo que o técnico Guto Ferreira teve até agora para montar o time nesse início de temporada. Em um torneio amistoso, como este em solo americano, os resultados não vêm em primeiro lugar. É preciso que torcedores e imprensa tenham mais compreensão nesse sentido.

Sorte
A 15 já tem dono. Apresentado na sexta-feira, 13 de janeiro, o meia argentino Pisculichi pediu para atuar no Vitória com a camisa 15, mesmo número que ele utilizou no River Plate, onde foi campeão da Libertadores e Sul-Americana. Em campo, porém, o jogador deverá atuar como um tradicional camisa 10, o quarto homem do meio campo, bem próximo dos atacantes rubro-negros. Foi assim que ele se destacou nos clubes em que passou. Pisculichi fica na Toca do Leão até dezembro. O atleta de 33 anos assinou um pré-contrato com o Vitória e assinará o definitivo após todos os trâmites de documentação estrangeira serem concluídos. Revelado pelo Argentinos Juniors, ele também jogou no Mallorca (Espanha), Al-Arabi (Catar) e Shandong Luneng (China).

Comandante
Um novo “velho” conhecido. O Galícia anunciou na última semana a contratação do técnico Antônio Carlos Roy. O treinador carioca vai comandar o ‘granadeiro’ no Campeonato Baiano, depois de uma passagem apagada no ano passado, quando o azulino disputou o Campeonato Brasileiro da série D e foi eliminado ainda na primeira fase. O time da capital estreia no Baianão no dia 29, em Guanambi, diante do Flamengo local. Além dos jogadores que já estão em Salvador, como é o caso do volante Oton, Roy espera a chegada de pelo menos quatro reforços ainda nesta semana, a fim de que possa fazer uma boa campanha.

Leoas
Foi um título histórico. O time de futebol feminino do Vitória quebrou, no domingo (15), a hegemonia do São Francisco do Conde, e conquistou seu primeiro título do Campeonato Baiano. As leoas derrotaram o Juventude, de Vitória da Conquista, pelo elástico placar de 8 a 1. Além da goleada no Barradão, as rubro-negras já haviam vencido a equipe do sul do Estado por 6 a 0, no estádio Edvaldo Flores. As campeãs ainda tiveram a artilheira da competição, Verena, com 12 gols. Outra atração da tarde foi a presença da técnica da Seleção Brasileira, Emily Lima, que assistiu a grande final no Manoel Barradas. Fica o nosso desejo de que a modalidade seja cada vez mais fortalecida e valorizada.

Infelicidade
Faltou respeito. Em entrevista recente, o técnico do Fluminense, Abel Braga, teria comparado o Bahia a um Fusca, em alusão a escolha do jogador Matheus Sales em atuar no tricolor baiano, em vez de nas Laranjeiras. “Tinha um jogador bem encaminhado que me surpreendeu. Ele poderia ter trocado uma BMW por um Audi, mas preferiu um Fusca. Não entendi. Mas não foi o atleta, foi ganância do empresário. Essa ganância fez isso, deixou de pensar no lado esportivo. Mas esse tipo de empresário também não serve para nós”, disse o treinador. Apesar de não ter citado nomes, muitos acreditam que Abel se referiu a escolha de Matheus Sales, que foi emprestado ao Bahia. Em 1989, o Fusca atropelou o Inter de Abel na final do Brasileiro. Recordar é viver.

Pimentinha
Algum clube ainda tem coragem de investir em Ronaldinho Gaúcho?

 

Comentários

Comentários