Mais um
Mais uma vez, o Bahia encarou uma equipe da parte de baixo na tabela, teve dificuldades durante o jogo, mas, no “apagar das luzes”, achou um gol salvador para lavar a alma do povo tricolor na Arena Fonte Nova. O confronto diante do agora rebaixado Bragantino parecia fácil, uma vez que o time da casa abriu 2 a 0 no placar logo cedo. Contudo, os comandados do técnico Guto Ferreira tornaram a relaxar, cederam o empate e por pouco não acabaram levando a virada, o que deixou os torcedores à flor da pele nas arquibancadas. É preciso que se diga: o treinador acertou em cheio ao promover a entrada de Renato Cajá. O meia acertou um belíssimo chute no momento mais crítico e praticamente encaminhou o retorno à elite do futebol brasileiro em 2017. Falta mais um pontinho.

Contexto
O ideal era que o tricolor já chegasse a última rodada da Série B com a vaga garantida para a primeira divisão, mas os diversos vacilos na competição não permitem essa realidade. No próximo fim de semana, um empate já serve para ascender à primeira divisão, ou seja, só não pode perder para o campeão antecipado Atlético (GO). O jogo será no estado de Goiás, diante da torcida do dragão, que organizará uma grande festa para homenagear a melhor equipe do campeonato. As informações preliminares dão conta que os anfitriões utilizarão os titulares, o que significa dizer que não farão corpo mole por já estarem, praticamente, de férias. Para não depender de tropeços de Náutico, Avaí e Vasco, o time treinado por Guto Ferreira precisa ter muita atenção e jogar para vencer. O mais difícil já foi feito.

Goleada
Depois de um primeiro tempo truncado, em que vencia o Figueirense por 1 a 0, mas, ao mesmo tempo, permitia que o adversário criasse boas chances, o Vitória voltou com tudo do intervalo e marcou mais três vezes, em jornada inspirada de seu trio ofensivo (Marinho, Kieza e Zó Love) – cada qual marcando um gol. Antes, Willian Farias, de grande atuação, já havia feito um golaço de fora da área, para o delírio do torcedor rubro-negro presente no Barradão, mesmo abaixo de chuva. O resultado foi excelente porque, agora, o time comandado por Argel Fucks abriu 3 pontos de margem em relação ao Internacional, primeiro da zona de rebaixamento, além ter 4 gols a mais de saldo. Os gaúchos enfrentam o Corinthians, em São Paulo, nesta segunda-feira (21) – parada duríssima. E agora, já amargam 80% de chances de rebaixamento.

Cenário
Para não depender da última rodada, diante do poderoso Palmeiras, convém ao Vitória derrotar o Coritiba no fim de semana, no Paraná. Os três pontos deixarão o leão muito próximo de se manter na elite do futebol brasileiro em 2017, ou talvez até confirmado na série A, caso Internacional e Sport tropecem. O adversário, que tem 46 pontos, já está praticamente livre da degola. A parada não é das mais fáceis, mas quem quer se manter na primeira divisão não pode voltar de Curitiba com, no mínimo, 1 ponto. Com o futebol apresentado nas últimas duas partidas, o torcedor tem esperanças de que rubro-negro vença novamente e se livre de vez do fantasma do rebaixamento.

Palmeiras
O Santos teve uma boa oportunidade, neste domingo, de manter a vantagem para o Palmeiras em 4 pontos de diferença, mas conseguiu apenas um empate diante do Cruzeiro em Belo Horizonte. Para completar, viu o líder derrotar o Botafogo em casa, fazendo com que a margem de distância, faltando apenas duas rodadas para o fim do Brasileirão, se mantenha em consideráveis 6 pontos. Agora, o alviverde paulista precisa de apenas um empate, nas duas partidas restantes, para soltar o grito de “é campeão”, o que tende a acontecer já no próximo final de semana, diante da Chapecoense, fora de casa. Nada mais justo, uma vez que sua diretoria contratou bom time e elenco, além do excelente técnico Cuca, que conhece bem o riscado. É pouco provável que o verdão venha a tropeçar agora, justamente nos jogos finais. Logo, está com meia taça nas mãos.

Pimentinha
O “cheirinho” do Flamengo é de decepção?

Comentários

Comentários