Padroeira da Bahia, Nossa Senhora da Conceição da Praia foi comemorada nesta terça-feira, 08 de dezembro, com celebrações que reuniram baianos e turistas na Basílica dedicada à santa, no bairro do Comércio, em Salvador. Missa campal, presidida pelo arcebispo Dom Murilo Krieger, e procissão foram pontos altos da festa, que ainda tem missa programada para às 18h.

Foto: Turismo Bahia

Foto: Turismo Bahia

Inclusa no tradicional calendário de festas populares da Bahia, a festa de Nossa Senhora da Conceição da Praia é realizada há mais de 400 e atrai fiéis como Maria da Conceição Silva. A senhora de 85 anos veio de Santo Amaro para participar da programação. “Frequentei essa igreja há muito tempo e todo ano venho para a festa da nossa padroeira”, disse, acompanhada pelo filho.

O secretário de Turismo do Estado, Nelson Pelegrino também participou da festa da padroeira da Bahia. Devoto de Nossa Senhora e membro da Irmandade do Santíssimo Sacramento e Nossa Senhora da Conceição da Praia, Pelegrino destacou as dimensões religiosa e profana da festa. “Esta é uma tradição da velha Bahia, que se renova a cada ano e reforça o turismo religioso no nosso estado”, comentou o secretário.

Foto: Turismo Bahia

Foto: Turismo Bahia

História – A devoção a Nossa Senhora da Conceição remete à própria origem de Salvador, pois a imagem da santa foi trazida por Tomé de Sousa. Foi o primeiro governador-geral do Brasil quem mandou construir uma igreja de taipa em louvor a Nossa Senhora da Conceição, a fim de colocar ali a imagem da virgem que ele havia trazido de Portugal.

As pedras com as quais foi construída a atual igreja, elevada à categoria de basílica em 1946, foram todas trazidas de Portugal. No ano de 1938, o conjunto da Conceição da Praia foi tombado como patrimônio pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). No ano de 2010, o cardeal dom Geraldo Majella Agnelo elevou a igreja ao status de Santuário Mariano Arquidiocesano.

Comentários

Comentários