Reunindo trabalhos de cineastas nacionais e estrangeiros, o VI Festival de Documentários de Cachoeira (CachoeiraDoc) é uma ótima opção para este fim de semana. O evento, que tem o apoio do Fundo de Cultura do Governo do Estado, conta com uma mostra competitiva e outras quatro temáticas, além de debates e apresentações musicais. As atividades seguem até segunda-feira, 07 de setembro, e acontecem no Cine Theatro Cachoeirano e no Centro de Artes, Humanidades e Letras da Universidade Federal do Recôncavo (UFRB), uma dos realizadores do evento.
Na foto, 'A Loucura entre nós'... | Foto: Gabriel Teixeira

Na foto, ‘A Loucura entre nós’… | Foto: Gabriel Teixeira

A mostra competitiva, que este ano recebeu mais de 300 trabalhos, começou na quarta-feira (02). Vinte e um trabalhos foram escolhidos para participar da premiação. “O grande número de inscritos mostra como o festival vem crescendo e consolidando seu espaço no calendário nacional”, diz Leonardo Costa, um dos sócios da Ritos Produções, que promove o evento em parceria com o curso de Cinema da UFRB.
Na programação da mostra competitiva estão 13 curtas-metragens e oito médias e longas. Entre os selecionados concorrem os baianos ‘A loucura entre nós’ (Bahia, 2015, 78 min.), de Fernanda Vareille, ‘Ana’ (Bahia, 2015, 20 min.), de Camila Camila, ‘Eu, travesti?’ (Bahia, 2014, 4 min.), de Leandro Rodrigues, e ‘O mar, a mata e a humanidade’ (Bahia, 2015, 6 min.), do Coletivo Cinema e Sal.

Mostras temáticas
Um das mostras temáticas é ‘Soy Cine’, cujo foco é a produção recente de cineastas que atuam em Cuba. Outra é ‘Perspectivas do Espaço e Imersões Sensoriais’, fruto do laboratório experimental da Universidade de Harvard (EUA). As demais são a ‘Mostra do Cinema na Real’, em parceria com as escolas públicas de Cachoeira, e ‘Clássicos do Real’, que homenageia o cineasta baiano Guido Araújo.
Desde sua primeira edição, o CachoeiraDoc conta com recursos do Fundo de Cultura, mecanismo da Secretaria de Cultura do Estado (Secult) e da Secretaria da Fazenda (Sefaz). “Nos primeiros anos, participamos de editais avulsos, mas para as três últimos edições conseguimos o edital para eventos culturais calendarizados. Este ano, o recurso proveniente do fundo foi de R$ 180 mil, usados tanto para a realização do festival propriamente dita, como para passagens e estadia dos participantes convidados”, enfatiza Leonardo Costa. Mais informações sobre a programação no site do festival.

Comentários

Comentários