Ela já comandou trio elétrico da Parada LGBT do Subúrbio, interpretou canções inspiradas  no ambiente do drama/romance Burlesque (2010) no projeto “Cabaret” e arrastou multidões no Carnaval de Salvador com o trio da banda BitGaboot no circuito Osmar. Versátil, a gaúcha (ou melhor, baiúcha) Maryam Santangelo realiza agora um “desejo de menina”, como ela mesma define, e lança carreira solo no estilo sertanejo.

No dia 12 de setembro, a loira de voz afinada e timbres potentes realiza o pocket show de lançamento do show “Tô no Veneno”, às 19h30, no Haus Kaffee (Corredor da Vitória 1809 – Pátio interno do ICBA). Maryam afirma que a música sertaneja não caiu de para-quedas em sua vida. “Ao contrário disso, o sertanejo me leva de volta ao passado e me faz lembrar um pouco de tudo que já cantei. Essas lembranças me ajudam a apresentar, em um único estilo, um resumo do que move a minha vida: a música brasileira”, resume a cantora.

Segundo a artista, que ressalta o fato de o sertanejo também ser um gênero muito presente na cultura musical do Rio Grande do Sul (ela é natural de Bagé), o público fiel que já a acompanha em seus mais de 12 anos de carreira, reconhecerá nessa nova fase um pouco de cada trabalho que realizou. “E quem me conhecer agora vai ver um trabalho feito com muito carinho e respeito pela música sertaneja”, completa.

O show “Tô no Veneno”, que conta com single autoral e homônimo, mistura clássicos do sertanejo, modas de viola e sertanejo universitário. A voz marcante, a presença de palco e o carisma característico dessa baiúcha que abraçou a Bahia – e foi abraçada por ela – são marcas registradas da entrega que Maryam Santangelo desenvolve a cada projeto.

Mais informações: contato@maryamsantangelo.com.br
71 3487-7240

Comentários

Comentários