A oferta da educação integral nas escolas da rede estadual de ensino será ampliada para o ano letivo de 2016. A Secretaria da Educação do Estado da Bahia ofertará mais quatro mil novas vagas para as escolas de tempo integral, totalizando 19 mil vagas em todo o estado.

educacao_bnl A oferta chegará a 67 unidades escolares localizadas em 27 municípios baianos/Foto: Claudionor Junior

A iniciativa visa ampliar os tempos e espaços de formação escolar, de modo a promover a formação humana integral do estudante. A proposta também é consolidar um currículo integrado a partir de experiências educativas, científicas, artísticas, culturais e esportivas, fortalecendo a relação da escola com a família e a comunidade, conforme propõe o programa Educar para Transformar – um Pacto pela Educação.

O programa atende a estudantes do ensino fundamental II e médio. De acordo com a coordenadora de Educação Integral, da Secretaria da Educação do Estado, Rowenna Brito, a oferta chegará a 67 unidades escolares localizadas em 27 municípios baianos, em 17 Núcleos Regionais de Educação (NRE). “A educação de tempo integral tem como diferencial a ampliação do tempo do estudante na escola, onde formamos cidadãos críticos, com todas as suas competências e habilidades desenvolvidas. Além disso, os estudantes acabam adquirindo um sentimento de pertencimento da escola, o que possibilita que se envolvam mais com a comunidade escolar e sejam reforçadas as relações interpessoais”, destaca a coordenadora.

Rowenna Brito também ressalta que a escola de tempo integral tem uma estrutura diferenciada com novas práticas pedagógicas, para que o aluno se sinta mais acolhido na unidade escolar. “São escolas que possuem práticas inovadoras e que despertam o estudante para aprender, fazer uma leitura crítica do mundo e a pensar em seu projeto de vida”, conclui.

O Projeto de Educação Integral (ProEI) é uma das estratégias da Secretaria da Educação do Estado, que visa contribuir para a formação do sujeito na sua integralidade e para a emancipação humana e social, com a ampliação para sete horas diárias no desenvolvimento de inúmeras atividades. Esta proposta procura garantir o direito à educação e ao aprender das crianças, adolescentes e jovens baianos, ressignificando a importância social e institucional da escola.

A Secretaria também realiza o projeto Mais Educação, que leva a educação integral para, aproximadamente, 622 escolas, beneficiando 264 mil estudantes na capital e interior. A iniciativa conta com a parceria do Governo Federal.

Comentários

Comentários