A chuva não desanimou os torcedores brasilienses que foram a um dos palcos da próxima Copa do Mundo, o Estádio Nacional de Brasília, ‘Mané Garrincha’, para assistir à final do Torneio Internacional de Futebol Feminino, disputada pelas seleções do Brasil e do Chile, no domingo, 22 de dezembro. O esforço foi recompensado. Comandadas pela atacante Marta, as brasileiras golearam as chilenas por 5 a 0 e se tornaram tetracampeãs da competição.

A Seleção Brasileira foi superior durante todo o Torneio | Foto: Agência Brasil

A Seleção Brasileira foi superior durante todo o Torneio | Foto: Agência Brasil

Nas arquibancadas, a festa foi em todas as cores. Mais de 30 mil torcedores com camisas de vários clubes do país empurraram a seleção brasileira em clima de harmonia.

A aposentada Maria Gomes levou a neta Priscila Botier para prestigiar o time do Brasil. “Está tudo lindo, maravilhoso”, diz, empolgada, com a camisa da seleção enrolada em uma das mãos.

Brasi_Chile_Futebol_Feminino_27

Um dos gols da final | | Foto: Agência Brasil

A operadora de caixa Anne Carolina não mediu esforços para ir ao Mané Garrincha pela primeira vez. Moradora do Recanto das Emas, cidade a 30 quilômetros do centro de Brasília, ela saiu de casa às 14h, para ir de ônibus ao estádio.

“Para ver a Marta vale o esforço”, conta. Para ela, o futebol feminino precisa de mais torneios como esse para se popularizar no país assim como o masculino. “O jogo está bom, o estádio com uma infraestrutura muito boa. É importante que a seleção feminina jogue em várias cidades para as pessoas acompanharem”, acrescenta.

O Mané Garrincha foi palco para a conquista do tetra | Foto: Agência Brasil

O Mané Garrincha foi palco para a conquista do tetra | Foto: Agência Brasil

Essa foi a primeira edição do torneio fora de São Paulo. E também foi a primeira vez em que o porteiro Jairon Vieria da Silva foi ao Mané Garrincha. Cadeirante, ele ficou satisfeito com a acessibilidade do novo estádio. “Muito bom. Cheguei aqui com tranquilidade. E o jogo está valendo a pena”, afirma.

A jogadora Cristiane teve atuação decisiva | Foto: Agência Brasil

A jogadora Cristiane teve atuação decisiva | Foto: Agência Brasil

O primeiro gol do Brasil foi marcado por Formiga, logo no início do jogo. Marta, aos 40 minutos do primeiro tempo, ampliou. No segundo tempo, a seleção manteve o ritmo e, aos 12 minutos, a Camisa 10 marcou novamente. Aos 31, Cristiane aproveitou o bate-rebate na área para marcar o quarto gol. Debinha fechou a goleada brasileira aos 40 minutos.

O torneio foi disputado por quatro seleções. Além dos times brasileiro e chileno, participaram as equipes da Escócia e do Canadá.

Heroínas do Handebol brasileiro

As meninas do Brasil foram heroicas também no Handebol | Foto: Agência Brasil

As meninas do Brasil foram heroicas também no Handebol | Foto: Agência Brasil

No mesmo dia, a Seleção Brasileira Feminina de Handebol venceu o time da Sérvia, por 22 a 20, na casa do adversário, e conquistou a inédita medalha de ouro no campeonato mundial. O palco da vitória histórica para o país foi a Arena Kombank, em Belgrado. As heroínas da final foram Alexandra, Duda, Hannah, Fernanda Dara e as goleiras Babi e Mayssa.

*Com Agência Brasil

Comentários

Comentários