Na Semana da Criança, é inevitável se falar em bullying. E quem trouxe o assunto à pauta, revelando sua própria história de perseguição na escola, foi uma das mais belas e comemoradas atrizes brasileiras: quem imaginaria que Taís Araújo teria sofrido bullying em seus tempos de escola? Pois é isso que seu post na semana da criança traz: um incentivo aos que sofreram e sofrem por essa prática.

tais1

tais2

A própria Taís comenta a cara de brava que ostenta em sua foto infantil, como um escudo, uma defesa ao bullying sofrido. E, entre os 15 mil comentários que a foto já possui (com mais de 25 mil compartilhamentos), diversos outros relatos de quem viveu na pele essa dor. E o perfil da Taís tem respondido diretamente com os mesmos incentivos que ela própria afirma em seu post ter conquistado para superar o bullying escolar.

tais4

tais3

tais5

Com apoio da família, trabalhando a autoestima e o amor próprio das crianças, não há espaço para o bullying”, ela escreve. Falar sobre esse assunto é fundamental, que envolve noções também de racismo, homofobia, misoginia, preconceito de classe e muitas outras doenças sociais que assolam intensamente o Brasil e o mundo – e que precisam ser combatidas com a energia vital e a intensidade criativa que só uma criança saudável, livre e feliz pode oferecer.

tais2

© fotos: reprodução/Facebook

Comentários

Comentários