Encontro é aberto ao público e encerra primeira fase do projeto FotoTrem…

Depois de três semanas intensas, capacitando jovens multiplicadores e ensinando quatro técnicas de fotografia experimental dentro de um vagão de trem, o LabClube, núcleo do coletivo Filé de Peixe (Rio de Janeiro), representado por Fernanda Antoun e Alex Topini, finaliza suas atividades na capital baiana com um bate-papo nessa segunda-feira (24). O encontro é aberto ao público e acontece às 15h, na sede da Cipó – Comunicação Interativa (Rio Vermelho).

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Com o conhecimento e a prática voltados para a produção e reflexão em torno da fotografia experimental, o núcleo LabClube está na capital baiana desde o início do mês capacitando e ensinando a mais de 60 pessoas técnicas fotográficas experimentais inventadas no século XIX (Cianatopia, Marrom Van Dyke, Papel Salgado e Goma Bicromatada).
O trabalho do núcleo é agir criticamente sobre processos de recepção e circulação da arte enquanto mercadoria, investigando as relações entre arte e vida, as instâncias limítrofes entre objeto e produto, entre colecionismo e consumo.
O núcleo foi convidado pela fotógrafa Rosa Bunchaft, idealizadora do projeto FotoTrem, para criar uma interlocução local e formar multiplicadores, visando à criação de um laboratório fotográfico sustentável na Bahia.

O Projeto FotoTrem tem apoio financeiro do Governo do Estado, através do Fundo de Cultura, Secretaria da Fazenda, Fundação Cultural e Secretaria de Cultura da Bahia.
Serviço:
O que: Bate-Papo com Lab Clube (Coletivo Filé de Peixe/RJ)
Quando: Segunda-feira, 24 de abril, às 15h
Onde: Sede da Cipó – Comunicação Interativa (Av. Oceânica, 3784, Rio Vermelho)
Entrada gratuita

Comentários

Comentários