Série revivendo boas histórias da estrada! Nessas férias de janeiro, o Bahia na Lupa rememora reportagens antigas de alguns roteiros de viagem por nosso imenso território baiano. Gente, lugares, comidas, costumes…

O cascalho ralo bate no assoalho do carro e a poeira da estrada de chão junto com o brilho forte da luz do sol incandescem as vistas de quem tenta trilhar o caminho montanhoso e repleto de adrenalina rumo a um balneário natural.  A Cachoeira do Paulista, localizada há 353 km da capital baiana, é uma verdadeira rota de fuga para quem quer escapar do estresse da cidade grande.

DSC_7355

Bem baiana, a queda d’água fica situada no município de Saúde, pertencente à microregião de Jacobina, e é uma das principais atrações turísticas da vizinhança. Cercada de verde e relevo rochoso, o lugar atrai um público diversificado, que se refresca nas águas cristalinas e também faz piqueniques.

DSC_7425

Aventura

Em períodos de estiagem é possível escalar as estruturas rochosas e ir ao topo da cachoeira, onde se formam outras pequenas corredeiras, com piscinas naturais que atraem crianças e adultos – algumas mais profundas, outras bem rasas.

DSC_7444

O caminho até o topo exige um pouco mais de esforço e atenção para os visitantes. Para quem curte ecoturismo e turismo de aventura o lugar é ideal.

DSC_7437

Barracas rústicas, que servem petiscos e bebidas geladas – cerveja, coco verde, refrigerantes e água mineral – equipam a infraestrutura turística do local.

DSC_7453

Curiosidades

A sensação para quem visita a Cachoeira do Paulista é de estar em um lugar purificador, no qual exala saúde. Não sem motivo o nome do município é “Saúde”.

DSC_7439

O território onde foram erguidos os primeiros assentamentos de bandeirantes, antes dos anos de 1900, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), era considerado benéfico à saúde daqueles que ali se abrigavam.

DSC_7460

Índios da tribo dos Paiaiás habitavam a região antes da chegada dos bandeirantes. Um dos principais rios que abastecem o município é o Rio Paiaiá.

DSC_7380

Antes de ser elevada à categoria de Vila, 1914, a localidade se chamava Arraial de Nossa Senhora da Saúde. A emancipação política veio apenas em 1933 e hoje possui uma população de 11.560 habitantes.

Fotos: Cadu Freitas/BnL

 

Comentários

Comentários