Autor: Fabi Ferreira

Nada caí do céu, corra atrás do seu

Entra ano, saí ano e os pedidos e apelos frente ao mar são sempre os mesmos: quero ganhar na mega sena, quero ficar rico, quero um novo emprego, quero fazer a viagem dos sonhos, quero saúde, quero o mundo só pra mim. Passado o dia 1º os outros 364 dias voam e você não alcançou nada, não conquistou porra nenhuma. Tu tomaste um caminho completamente oposto ao que desejavas. Bateu a depressão, o mundo é uma merda, não consigo nada, só o vizinho que viaja pra fora do país menos eu e blá, blá, blá!!! Agora preste bem atenção...

Read More

Bloqueio do zap gera onda de loucuras em Salvador

Era uma vez… De 00h de quinta-feira, 16 de dezembro, até o momento foram registrados  120 mil atendimentos no HGE, Roberto Santos e Hospital do Subúrbio relacionados a tentativa de suicídio em Salvador, de acordo com o núcleo de prevenção ao suicído. O motivo seria o bloqueio do zapzap por 48 horas, divulgado ontem à noite em todos os canais de notícias do Brasil. “Os pacientes chegam com um quadro agudo de estado de choque, muitos delírios, taquicardia, falta de ar, insônia, ataques epiléticos, sintomas esquizofrênicos. Duzentos óbitos já foram confirmados, a maioria com traumatismo craniano causados por pancadas...

Read More

Os ‘Jeguéis’ do Recôncavo

A poeira sobe, o sol escaldante grita por uma cerva gelada. No embalo do reggae e do arrocha, o mocofato e o churrasquinho de bode sustentam à espera dos anfitriões do dia: os jegues!!  É a  tradicional Corrida de Jegue de Afligidos, distrito de São Gonçalo dos Campos. Uma vez por ano o pequeno vilarejo de 3 mil habitantes, onde nasceu meu pai, dá espaço para a  festa mais esperada do ano.  A 29º edição ocorreu dia 22 de novembro deste ano. A festa começa no sábado com a concentração da fanfarra na fazenda do criador do evento Raimundo...

Read More

Nem sempre é…

Quando o relacionamento chega ao fim é sempre uma merda. Uma sensação de vazio, desprezo, raiva e alívio.  Tudo ao mesmo tempo. Quando se  toma a  iniciativa do ponto final, seja ele ou ela, mesmo por deixar de amar, mesmo assim, a dor é inevitável. Não sei qual é o pior: se é levar um pé na bunda ou deixar de amar. O amor pode morrer,  e mesmo que  a gente não queira, devemos ir embora. Como é difícil, doloroso e destruidor. Todos os planos e sonhos não se realizarão, momentos de pura felicidade;  o parceiro de costume de...

Read More

Um canto pra chamar de seu

A sensação de ter algo que é basicamente seu. Seja uma casa, um cômodo, um cantinho qualquer, que tenha você ali. Um quadro que seus olhos escolheram, uma cor que simbolize seu estado de espírito.  Uma planta que te inspira, uma foto que te permite estar naquele dia, naquele lugar mágico. Com 31, estou descobrindo a cada amanhecer ter um espaço que é sou eu. Um quarto que posso dizer que escreve o meu eu, as minhas escolhas, os meus desejos, a minha noite e minha manhã.   Cada objeto, cada detalhe; a fusão de cores, formas e títulos...

Read More

Publicidade