Rio dos Macacos: Conflito quilombolas .vs Marinha dura décadas

A sensação de conflito já é percebida na chegada à comunidade quilombola Rio dos Macacos, em Simões Filho, na grande Salvador. Para adentrar é preciso passar pela guarita da Vila Militar ligada à Base Naval de Aratu que cerceia o lugar, além de enfrentar a burocracia dos militares que limitam a entrada apenas aos “posseiros cadastrados”. A comunidade, com cerca de dois séculos de existência, vive sob a tensão de um conflito com a Marinha do Brasil, desde os idos de 1960, devido à divergências sobre a posse das terras. “Fui enviado pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados para fazer uma visita à comunidade”,...

Read More