– Ei, ei… Você pode tirar a foto de um desenho meu e colocar na internet para eu ficar famoso?

Com voz suave, discreto, porém decidido, o pequeno quilombola Luis Jesus dos santos, no auge dos seus 10 anos de tenra idade, abordou-me numa noite de céu estrelado na comunidade quilombola de Sarilândia, no pobre município de Wenceslau Guimarães, região do Baixo Sul baiano.

– Você tem algum desenho aí, para eu fotografar?

– Não! Minhas duas irmãs pequenas destroem tudo. Mas eu desenho olhando, posso desenhar agora, faço Homem Aranha, Super Man…

– Tá bom, faça alguma coisa agora para eu ver!

O garotinho observou o espaço em sua volta, à procura de algo para lhe inspirar. Encontrou uma revista de um parlamentar que visitara sua comunidade e tratou de desenhá-lo de imediato.

O pequeno artista Fabio desenhando. | Foto: Cadu Freitas/BnL

O pequeno artista Fabio desenhando. | Foto: Cadu Freitas/BnL

– Me empresta sua caneta, tio?

– Sim, sim, tome…

O pequeno Luis finalizava seu desenho quando apareceu com sorriso largo o serelepe Fábio Quirino dos Santos, também de 10 anos, primo do desenhista.

O primo Fabio observando o desenho de Luis, enquanto aguarda para pintar. | Foto: Cadu Freitas/BnL

O primo Fabio observando o desenho de Luis, enquanto aguarda para pintar. | Foto: Cadu Freitas/BnL

– Sabia que eu pinto os desenhos dele?

– Ah! Então se trata de uma dupla de artistas?

– Sim, ele desenha e eu pinto. Posso ir pegar meu lápis de cor para pintar esse desenho?

– Claro, claro, pode ir.

Em segundos, o pintor mirim apareceu com um punhado de pequeninos e gastos lápis para colorir e o sorriso ainda maior no rosto…

– Já posso pintar, Luis?

– Só mais um pouquinho…

Fabio inicia, feliz, a pintura. | Foto: Cadu Freitas/BnL

Fabio inicia, feliz, a pintura. | Foto: Cadu Freitas/BnL

Após fazer os pequenos ajustes no desenho, Luis cedeu espaço para o primo. Enquanto pintava, Fabio relatava a sintonia da dupla…

– A gente faz até aniversário no mesmo mês, em junho, ele [Luis] dia 10 e eu no dia 24… Mas aqui na comunidade, como a gente mora longe um do outro, a gente não se encontra muito, fazemos nossos desenhos mais na escola.

– Vocês estudam onde? Qual série?

– Na Escola Municipal Filomena Ferraz. A gente tá na 4ª série do 5º ano!

A arte pronto... Um pouquinho mais de prática e oportunidades e eles poderão fazer sucesso. | Foto: Cadu Freitas/BnL

A arte pronta… Um pouquinho mais de prática e oportunidades e eles poderão fazer sucesso. | Foto: Cadu Freitas/BnL

Depois de pronto, eles ainda posaram para uma foto da dupla, com sua arte prontinha e assinada, e revelaram outro desejo…

– Queremos um kit de desenho e pintura, pra gente praticar mais…

– Ah! E não se esquece de colocar nosso desenho na internet, tio, pra gente ficar famoso…

A dupla exibindo a arte feita. | Foto: Cadu Freitas/BnL

A dupla exibindo a arte feita. | Foto: Cadu Freitas/BnL

Promessa cumprida!

Comentários

Comentários