Flavinho chega à sala de aula, com a cara meio jururu, apenas com o lápis em mãos.

– Flavinho, cadê sua mochila? Pergunta exasperada a professora.

– Deixei em casa.

– Cadê seus livros, o caderno?

– Deixei em casa.

– E esse lápis, Flavinho, ainda está com a ponta quebrada! Cadê o apontador?

– Deixei em casa.

Sem nem mais uma gota de paciência, a professora esbraveja.

– Então porque você também não ficou em casa, junto com sua  mochila, livros, caderno, apontador?!?

Minutos depois, com cara de paisagem, o aluno pede à professora uma folha em branco, para fazer a lição, após apontar o  lápis, com material do coleginha que senta ao lado. 

– Pró, cê me dá papel?

– Higiênico?!

Ironiza a professora, por vingança, para gargalhadas generalizadas da classe. – Ha ha ha ha ha ha…

Professora sofre!

Comentários

Comentários